Get Adobe Flash player


Localizada na Costa Sudoeste do continente africano, Angola faz fronteira a Norte e Nordeste com a República Democrática do Congo e República do Congo, a Leste com a Zâmbia e a Sul com a Namíbia.

A Oeste é banhada pelo imenso Oceano Atlântico. Com uma linha de costa de 1.650km, estende-se para o interior ocupando uma área de 1.246.700Km2.

O ponto mais alto do país é o morro do Moco com 2.620m, seguido de uma zona planáltica onde se formam as bacias dos principais rios: Zaire, Cunene, Kwanza, Kubango e Keve. Administrativamente está dividido em 18 províncias: Bengo, Benguela, Bié, Cabinda, Cunene, Huambo, Huíla, Kuando- Kubango, Kwanza Norte, Kwanza Sul, Luanda, Lunda Norte, Lunda Sul, Malange, Moxico, Namibe, Uíge e Zaire, que por sua vez estão divididas em municípios, e estes em comunas.
Angola é sem dúvida um país abençoado pela natureza. É difícil saber qual a sua maior riqueza, entre o seu povo – com toda a sua riqueza cultural, as suas belezas ou riquezas naturais.

Um povo amigável e hospitaleiro, uma variedade incrível de paisagens e uma cultura dinâmica e cativante fazem de Angola um país que vale a pena explorar. "Aos nossos rios, nossos lagos, Às nossas montanhas, às florestas Havemos de voltar". Em termos de turismo pode-se afirmar que Angola é um diamante em bruto, com um potencial enorme ainda por explorar.

Ecoturismo, desportos radicais, safaris fotográficos e etnográficos são algumas das vertentes de turismo com sucesso quase garantido, uma vez que as principais condições já existem: quedas de água, rápidos, parques naturais, florestas tropicais, etc.


CLIMA

O clima de Angola é caracterizado pela existência de duas estações: a época chuvosa e quente (Setembro/Abril) e a época seca e fria – cacimbo (de Maio/Agosto).

Na costa verificam-se elevados índices de pluviosidade que vão decrescendo de Norte para Sul, enquanto que as temperaturas médias anuais se encontram um pouco acima dos 23ºC. A zona interior pode ser dividida da seguinte forma: Norte com grande pluviosidade e temperaturas altas; Planalto Central com uma estação seca e temperaturas médias na ordem dos 19ºC e Sul com amplitudes térmicas bastante acentuadas devido a proximidade do deserto e a influência de massas de ar tropical.

A FLORA

Angola apresenta cinco tipos de zonas naturais, a floresta húmida e densa como a de Mayombe que contém as mais raríssimas madeiras do mundo, as Savanas, normalmente associadas às matas como é o caso das Lundas, as Savanas secas com árvores ou arbustos, em Luanda, baixa de Kassanje e certas áreas das Lundas.

Existem ainda zonas de Estepe ao longo de uma faixa que tem o início a sul do Sumbe e, por fim, a desértica que ocupa uma estreita faixa costeira no extremo sul do país, onde podemos encontrar no deserto do Namibe uma espécie única e endémica no mundo que tanto caracteriza este país a Welwitchia Mirabilis.


A FAUNA

Em Angola conhecem-se inúmeras espécies espalhadas por várias regiões. Na floresta do Mayombe habitam Gorilas, Chimpanzés e Papagaios, nas zonas naturais mais húmidas do norte, centro, centro e leste, podemos observar o Golungo, a Palanca Negra-Gigante, uma espécie endêmica no mundo e em vias de extinção, a Seixa, e os Elefantes. Já nas regiões mais secas aparecem a Cabra de Leque, o Guelengue do deserto ou Orix, o Gnu, a Impala, a Chita, o Búfalo, também o
Elefante, a Zebra e a Girafa. Animais mais ou menos comuns a todo o território são a Hiena, a Palanca Vermelha, o Leão, o Leopardo e o Hipopótamo.

Na fauna marítima existem igualmente uma enorme variedade de peixes e de mariscos que se encontram também nos rios e que, a par destes, podemos ver também Crocodilos e Jacarés.